O que conhecer no Norte de Portugal

O Norte de Portugal  é famoso pelos vinhos, pela arquitetura e pela combinação perfeita entre o antigo e o contemporâneo. Aqui, manter a tradição e as raízes é motivo de orgulho. Como é bonito ver a paixão dos portugueses por sua terra! E que terra linda: Montanhas, Parques Naturais, Igrejas, Castelos… E a cidade do Porto, além de Patrimônio Mundial, é a grande porta de entrada para esse roteiro fascinante e saboroso. A apenas alguns quilômetros dali, você vai encontrar cidadezinhas medievais, vilarejos charmosos e paisagens encantadoras. Dia5_Braga_Bom_Jesus-4

Veja aqui no post o que nós conhecemos nesse roteiro de 3 dias, a convite da Azul Linhas Aéreas e da Secretaria de Turismo do Norte de Portugal. 

São atrações que vão além da beleza. A importância da região é histórica. Afinal de contas, Portugal nasceu no norte. Foi aqui que os portugueses formaram a nação.

O Norte é cortado pelo rio Douro, que atravessa toda sua extensão, mas nasce na Espanha. Os passeios de barco pelo rio são, aliás, um ótimo programa. 

Dia6_Cruzeiro_Douro-13
O Rabelo navegando pelo Douro. Foto: Alexandre Suplicy

O Rabelo é embarcação característica do Douro. Era esse tipo de barco que, antigamente, fazia o transporte do vinho por aqui. O passeio é lindo e mostra os recortes no vale de um outro ângulo. O Dois Por Aí recomenda! Mini cruzeiros, que levam até duas horas podem custar entre 15€ e 76€, dependendo da região a ser navegada e das visitas inclusas no pacote.

IMG_6800
Eu e Alê à bordo de um Rabelo.

Dia6_Cruzeiro_Douro-7O Rabelo é embarcação característica do Douro. Era esse tipo de barco que, antigamente, fazia o transporte do vinho por aqui. O passeio é lindo e mostra os recortes no vale de um outro ângulo. O Dois Por Aí recomenda! Mini cruzeiros, que levam até duas horas podem custar entre 15€ e 76€, dependendo da região a ser navegada e das visitas inclusas no pacote.

GUIMARÃES

Algumas cidades não podem faltar na sua visita ao Norte de Portugal. Uma delas é  Guimarães, que fica a 55 quilômetros do Porto. Guimarães é pequenininha e ainda guarda suas características da época medieval. O lugar é Patrimônio Mundial da Unesco e foi aqui que nasceu o primeiro rei de Portugal, Afonso Henriques.

Dia5_Guimaraes-42
Castelo de Guimarães, onde nasceu o primeiro Rei de Portugal. Foto: Alexandre Suplicy

Não deixe de conhecer o Castelo de Guimarães e o Paço dos Duques de Bragança, construído em 1420 e, atualmente, um dos museus mais visitados do Norte de Portugal. Repare nos arcos góticos em torno de toda a construção de pedra.

Dia5_Guimaraes-44
O Paço dos Duques. Foto: Alexandre Suplicy
Dia5_Guimaraes-46
O Paço dos Duques e o Castelo de Guimarães ao fundo. Foto: Alexandre Suplicy
Dia5_Guimaraes-24
Nossa visita a Guimarães.

Imperdível também por aqui é andar pelo centro histórico e admirar o Largo da Oliveira, o Largo de São Tiago e as ruazinhas de paralelepípedo estreitas com suas casas antigas e varandas de ferro.

 

 

Tudo é extremamente bem preservado. Atenção para um detalhe curioso: ao descer da parte alta da cidade, preste atenção na marca no chão que mostra onde ficava exatamente a porta da muralha do Castelo. A sensação é a de voltar no tempo.

Dia5_Guimaraes-38
Onde já existiu uma das portas da muralha do Castelo. Foto: Alexandre Suplicy

PINHÃO

Essa volta ao passado acontece também em Pinhão, vila portuguesa na margem norte do rio Douro. Pinhão é um dos pontos mais lindos do Douro Vinhateiro e era daqui que saía quase todo o vinho do Porto.

A Estação de trem do século XIX parece mais um cenário de novela de época.

Dia6_Pinhao_Vintage_House-4
Estação de trem do século XIX

Os painéis de azulejos contam a história da produção do vinho do Porto e enfeitam essas paredes desde 1937.

 

 

A beleza do lugar vai além do enoturismo. Pra se ter uma ideia, Pinhão tem pouco mais de 650 habitantes e recebe cerca de 400 mil turistas por ano!

A Ponte metálica também chama a atenção por aqui. Foi construída em 1906 e é preciso ter cuidado para atravessá-la, porque ela só comporta carros num único sentido por vez.

AMARANTE

Também demos uma passadinha em Amarante. A cidade fica às margens do rio Tâmega e parece uma pintura. Amarante tem 11 mil habitantes e fica a cerca de 40 minutos do Porto.

Dia6_Amarante-9
Ponte de São Gonçalo, em Amarante. Foto: Alexandre Suplicy

Aqui, tudo gira em torno da figura de São Gonçalo, que nunca foi santo. Ele era, na verdade, um beato casamenteiro de mulheres mais velhas.

A Igreja, o Convento e a Ponte levam o nome dele. Aliás, a Ponte de São Gonçalo é um cartão postal da cidade e classificada como Monumento Nacional. 

O lugar é conhecido pelo caráter religioso, como rota romântica e pelos doces conventuais. E eles são famosos!!

 

 

A Confeitaria da Ponte, fundada em 1930, é super conhecida. Vende os tradicionais papos de anjo, foguetes, brisas do Tâmega, entre outros. A maioria dos doces é feita à base de ovos e amêndoas. E vou te contar, dá vontade de experimentar um de cada!!

IMG_6733
A vitrine de doces da Confeitaria da Ponte

BRAGA

Nós também estivemos na cidade mais antiga de Portugal. Braga foi construída há mais de dois mil anos. Antes mesmo de sua fundação pelos romanos, povos celtas já viviam por lá e eram conhecidos por Brácaros (daí o nome Braga). Em 2019, a capital da região do Minho foi eleita o segundo melhor destino europeu do ano! E por aqui, o velho se mistura com o novo. A presença das Universidades trouxe jovens estudantes para a cidade e Braga também já foi considerada a capital europeia da juventude.

O centrinho é um charme e um ótimo lugar para andar tranquilamente. São calçadões onde não entram carros. Essa parte da cidade é exclusiva para pedestres. Em Braga, não deixe de visitar a Sé de Braga e o belíssimo e bem cuidado Jardim de Santa Barbara.

Dia5_Braga-3
O sempre bem cuidado Jardim de Santa Bárbara. Foto: Alexandre Suplicy

Mas o passeio mais famoso é o Santuário do Bom Jesus do Monte, que atrai milhares de peregrinos do mundo inteiro, ano todo. Quando você olha lá de baixo, A Igreja parece tocar o céu. Pra subir, são 581 degraus. É uma via crucis.

default
Bom Jesus do Monte vista de cima. Foto: Alexandre Suplicy

Dia5_Braga_Bom_Jesus-1O Escadório, como dizem os portugueses, é dividido em três patamares cheios de simbologia religiosa: o Escadório do Pórtico, o Escadório dos Cinco Sentidos e o Escadório das Três Virtudes.

Dia5_Braga_Bom_Jesus-13
Santuário de Bom Jesus do Monte. Foto: Alexandre Suplicy

Conforme você percorre essa escadaria, repare nas fonte e estátuas que trazem uma mensagem a cada lance.

 

 

Lá em cima, a paisagem é de tirar o fôlego. Dá pra ver toda a cidade e o clima é perfeito pra refletir e agradecer. E olha, não é preciso ser religioso para achar esse passeio imperdível.

VINÍCOLAS

Outro lugar sagrado no Norte de Portugal são as vinícolas. Os amantes do bom vinho tem aqui uma parada obrigatória. A Quinta da Aveleda, em Penafiel, é um desses paraísos. A propriedade em si já é quase uma experiência sensorial. O jardim da propriedade é uma das coisas mais lindas que você vai ver na vida.

 

 

Dia7_Quinta_da_Aveleda-13Nós fomos recebidos por um pavão que ficou feliz em se exibir ao dar as boas-vindas. Na Quinta da Aveleda, você pode conhecer a adega, degustar os vinhos verdes, que são a especialidade da casa, e, claro, terminar o passeio na lojinha.

 

 

Dica, as compotas de doces de abóbora e maçã para acompanhar os queijos são simplesmente maravilhosas e é receita da família que fundou o lugar. Outra informação importante antes de você se empolgar com os vinhos da loja: na volta ao Brasil só é permitida a entrada com 12 litros de bebida alcóolica e a mala deve ter até 23 quilos.

Na região do Douro há outras dezenas de vinícolas abertas para visitação. Aqui se produzem as melhores uvas e vinhos de Portugal. E degustar vinhos com a vista dos recortes no vale é uma experiência de outro mundo.

Dia6_Quinta_do_Seixo-22
Paisagem no Vale do Douro. Foto: Alexandre Suplicy

A região do Porto e do Vale do Douro superou as nossas expectativas! A programação feita pela Azul viagens e pela secretaria de turismo do norte de Portugal fugiu do óbvio e nos encantou com tantas boas surpresas. Mais um daqueles destinos que dá vontade de voltar! A Azul Linhas Aéreas agora tem voos diretos para o Porto, saindo do Aeroporto de Viracopos, em Campinas.

Como eu disse, fizemos tudo isso em 3 dias. Eu recomendaria estender a viagem em pelo menos mais um dois dias para visitar tudo com mais tempo e poder demorar em cada local. Mas se você tiver poucos dias, esse roteiro é perfeito, afinal, as distâncias em Portugal são muito curtas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s