Dentro do Universo de Van Gogh

Já imaginou estar dentro de uma obra de Van Gogh? Um universo de pinceladas expressivas, carregadas de emoções e cores intensas. Se Paris estiver nos seus planos de viagem pelos próximos meses, não deixe de visitar “Van Gogh, Starry Night”, em cartaz no Atelier des Lumières, até 31 de dezembro.DSC04331Estivemos lá, em maio, e ficamos hipnotizados durante os quase 50 minutos da exibição. Essa é, definitivamente, uma exposição diferente de tudo que já vimos. O segredo é a tecnologia AMIEX, que transformou as pinturas em imagens digitais e as projeta em 360º.

As obras do artista ocupam quase todo ambiente, dando ao visitante, a sensação de estar mesmo imerso naquele mundo particular do artista. O espaço tem 3.300m² e as imagens são exibidas no chão e nos murais de 10 metros de altura. DSC04338

Logo que o “espetáculo” (vamos dizer assim) começa, a trilha sonora, combinada com as projeções, invade seu corpo de uma forma tão arrebatadora que ficamos ali, paralisados por alguns minutos, tentando imaginar como foi a vida desse artista tão brilhante e atormentado. DSC04327Nas paredes vão surgindo algumas de suas obras de arte: “A Noite Estrelada”, “Girassóis”, “Os comedores de batata”, “Quarto em Arles”, entre outras. É praticamente um mergulho nas diferentes fases do trabalho do pintor holandês, desde o início da carreira até a maturidade, passando  por cenários ensolarados, paisagens noturnas, auto-retratos e naturezas mortas. Obras que refletem a poesia caótica e desordenada de Van Gogh.

DSC04342Há pouquíssimos lugares para se sentar, exatamente porque a ideia é que o público  caminhe por entre as obras. Mas no dia em que fomos, o lugar estava lotado e a maioria das pessoas ficou sentada no chão. Como queríamos ter a sensação de explorar aquela exposição tão diferente, resolvemos levantar e assistir tudo de outro ângulo, por alguns minutos.

Van Gogh

Vincent Van Gogh era holandês, mas morou na França e por isso esse vínculo tão forte com o País. Ele se mudou para Paris em 1886. Na Cidade Luz teve aulas de pintura e retratou os famosos cafés parisienses e a vida ao longo do rio Sena. Nessa fase, os quadros eram mais iluminados e coloridos e foi aí que ele assumiu as pinceladas curtas, estilo que se tornou sua marca registrada.

Dois anos depois, em 1888, o pintor seguiu para a região da Provence, no sul da França. Em Arles e Saint-Rémy-de-Provence, ele pintou boa parte de suas obras-primas. Van Gogh sofria de depressão e num de seus surtos psicóticos protagonizou um dos episódios mais trágicos da história da arte: cortou a própria orelha com uma navalha. Van Gogh  resolveu voltar para Paris, onde chegou a pintar um quadro por dia. O holandês se suicidou no dia 27 de julho de 1890, com um tiro no peito. O gênio incompreendido terminou seus dias na pobreza e só conquistou reconhecimento e popularidade depois da morte.

Informações 

A Exposição vai até 31/12/2019.

Horários: todos os dias, das 10hs às 18hs. Sextas e sábados até às 22hs. Domingos até às 19hs.

Ingresso apenas pela internet. Compre antes de ir!

Preço: 14,50€ (adultos a partir de 26 anos); 11,50€ (estudantes); 9,50€ (pessoas de 5 a 25 anos); 13,50€ (pessoas acima de 65 anos)

Como Chegar: De metrô: Linha 9 (Voltaire, Saint-Ambroise). Linha 3 (Rue Saint-Maur). Linha 2 (Père-Lachaise). Se for de ônibus: 46, 56, 61, 69.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s